Prezado@s Sóci@s, no mês de julho, entre os dias 16 e 20, representamos a SBHE na 41º conferência da ISCHE, na cidade do Porto. Nesta ocasião, assim como havíamos comunicado aos sócios anteriormente, apresentamos, juntamente com a HISTEDUP, uma moção pleiteando a inclusão do português como uma das línguas das conferências da ISCHE. A proposição foi aprovada pela assembleia da entidade por unanimidade. No argumento que apresentamos, enfatizamos que a aprovação da moção representaria um reconhecimento do português como língua de comunicação acadêmica e, também, da contribuição da comunidade luso-brasileira para o fortalecimento da pesquisa em história da educação no contexto internacional. Sublinhamos que não pretendemos fragmentar o processo de comunicação nos eventos da ISCHE, uma vez que entendemos que é fundamental encontrar, em cada contexto e ocasião, a língua que atenda melhor à diversidade linguística da audiência. Sendo assim, reafirmamos nosso compromisso com a inclusão de tod@s @s pesquisador@s engajad@s na pesquisa em história da educação, a partir de uma ISCHE multilíngue, aberta e plural.

 

Diretoria da SBHE