Traduza o Site

Usuários

Online: 8
Membros: 0
Visitante: 5
Sistemas de busca: 3

Registrados: 1281
Hoje: 0
Ontem: 1

Online:
usVisitantesNotícias
usVisitantesNotícias
onlineVisitantes
onlineVisitantes
onlineVisitantesLinks

Novos usuários

claudiakluck
claudiakluck
25/05/2015
cristianosobral
cristianosobral
21/05/2015
AnaAvelar
AnaAvelar
18/05/2015
fob2012
fob2012
12/05/2015
LarissaCarvalho
LarissaCarvalho
07/05/2015
elifidelis
elifidelis
02/05/2015
Beatriz
Beatriz
01/05/2015
Lunar5
Lunar5
27/04/2015
fleitecosta
fleitecosta
25/04/2015
Dantas
Dantas
24/04/2015

Contador de Visitas

Bem vindo
Visitante

Já existem:



Visitantes deste site
(1) 2 3 4 ... 58 »
Enviado por Sociedade Brasileira de História da Educação em 25/05/2015 06:11:15 (5 leituras)



Política de Ciência Tecnologia e Inovação para as áreas Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas

 

Da redação do Pensar a Educação em Pauta

 

Nesta quarta feira, 20 de maio, foi entregue ao Presidente do CNPq, prof. Hernan Chaimovich Guralnik, o documento “POLÍTICA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PARA AS ÁREAS CIÊNCIAS HUMANAS, SOCIAIS E SOCIAIS APLICADAS”, elaborado pelo Grupo de Trabalho nomeado no final do ano passado pela Presidência do órgão para elaborar uma política de C&TI para a Grande Área. O GT foi composto por Carmen Rial (coordenadora) – ABA, Eduardo Morettin (relator) – COMPÓS, Fernanda Sobral – ESOCITE-BR; José Gondra – SBHE, José Ricardo Ramalho (em substituição a Gustavo Lins Ribeiro) – ANPOCS, Luciano Mendes (relator) – Membro do Conselho Deliberativo – CNPq, Maria Ângela Cunico – CGCHS/CNPq, Selma Leitão Santos – ANPEPP e Virginia Pontual – ANPUR.

 

O documento resulta de esforço conjunto desenvolvido desde o primeiro semestre de 2014 entre a representação da Grande Área de Ciências Humanas, Sociais, Sociais Aplicadas, Letras, Linguística e Artes no Conselho Deliberativo do CNPq, o Fórum das Sociedades Científicas dessa grande área e a área técnica do CNPq, contando, em algumas ocasiões, com a participação dos Comitês de Assessoramento. Para se chegar à redação final, foram elaboradas versões preliminares que foram submetidas à apreciação das sociedades científicas da Grande Área, inclusive numa reunião presencial realizada na sede da SBPC, em São Paulo, em 9 de abril deste ano.

 

Segundo Luciano Mendes, representante da área no CD do CNPQ, a elaboração de uma política para as áreas de Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas era uma necessidade sentida pelo Conselho Deliberativo do CNPq e contou com o total apoio da Diretoria Executiva e da área técnica do órgão. Em 24 de junho de 2014, na sede do CNPq, em Brasília, houve uma reunião para discutir a realização do Simpósio Ciências Humanas e Sociais nas Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação Contemporâneas para debater as características, contribuições e necessidades das CHSSA,  como parte do esforço de articular uma presença mais orgânica da grande área no campo da C&TI[1]. A nomeação do Grupo de Trabalho foi uma proposta elaborada no âmbito desse Simpósio sobre as ciências humanas e sociais nas políticas de C&TI contemporâneas, realizado na sede do CNPq em 20 de agosto do ano passado, com a presença de dezenas de associações e integrantes de CAs, que também propôs a criação de uma Diretoria específica para a grande área. Ambas as propostas foram aprovadas pela Diretoria Executiva e pelo Conselho Deliberativo, encontrando-se a última em tramitação no MCTI e no Ministério do Planejamento.

 

O documento entregue ao Presidente do CNPq, e que será apresentado e debatido na reunião do Conselho Deliberativo do órgão no próximo dia 03 de junho,  propõe que a política de C&TI para a Área de Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas esteja estruturada em cinco eixos – Ética na Pesquisa, Formação, Financiamento, Editoração e Internacionalização – sendo esta última considerada um eixo transversal que perpassa todos os demais. Delineia, ainda, um conjunto de temas prioritários para o financiamento da pesquisa na área. A expectativa do Grupo de Trabalho é a de que o documento seja amplamente discutido pelos pesquisadores da área e que, sobretudo, sirva como suporte e baliza para as ações da Diretoria que, de acordo com os encaminhamentos em curso, deverá ser criada em breve no CNPq.

Leia aqui a íntegra do documento.

 

[1] Estiveram presentes Maria Angela Cunico, Maria Lúcia de Santana Braga e Alisson Alexandre de Araújo (CNPq), os professores Luciano Mendes de Faria Filho (membro do Conselho Deliberativo do CNPq), Carmen Rial (presidente da ABA) e Gustavo Lins Ribeiro (presidente da ANPOCS), pelo Fórum de Ciências Humanas e Sociais.

-- 

José G. Gondra
Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Enviado por Sociedade Brasileira de História da Educação em 19/05/2015 09:14:25 (21 leituras)



III ENCONTRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DO CENTRO-OESTE

BEM VINDOS AO III ENCONTRO HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DA REGIÃO CENTRO OESTE: CATALÃO – 19 A 21 DE AGOSTO DE 2015

TEMA:  PERSPECTIVAS PARA UM INTERCÂMBIO REGIONAL EM PESQUISA E ESCRITA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO CENTRO OESTE.

É com grande satisfação que o Programa de Pós-Graduação em Educação e a Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás – Regional Catalão estará realizando, em Catalão – GO este grande evento e contamos com a sua participação.

OBJETIVOS: O tema escolhido objetiva-se a dar continuidade à perspectiva de intercâmbio regional aberta pelas duas versões do EHECO: a primeira em Cuiabá-MT, em 2011, na UFMT, e a segunda em Dourados-MS, 2013, na UFGD. As duas iniciativas se inscreveram como parte do rol de experiências que se têm configurado no país, com a organização de historiadores da educação em nível estadual/regional.

Nosso propósito também é o de construir um encontro capaz de aglutinar os trabalhos mais representativos do interesse em preservar a memória educacional da nossa Região. Deste modo, o evento destina-se a todos os interessados na pesquisa histórica sobre temas educacionais: pesquisadores de instituições universitárias e centros de pesquisa, professores da educação superior, professores da educação básica, estudantes de pós-graduação e estudantes de graduação.

RELEVANCIA DO EVENTO: O III Encontro de História da Educação do Centro-Oeste terá relevância significativa, pois, ao dar visibilidade às pesquisas realizadas e em desenvolvimento em História da Educação da Região Centro-Oeste, se constitui como um referencial para novos pesquisadores que se propuserem a conhecer e a pesquisar a educação do Centro-Oeste.

GTS – III EHECO:
1- Etnias e movimentos sociais
2- Fontes, categorias e métodos de Pesquisa na História da Educação
3- Instituições, culturas e práticas escolares
4- Intelectuais e pensamentos educacionais
5- Formação e profissão docente

Esperamos que todos os colegas pesquisadores, estudantes e professores da rede pública e privada de ensino se entusiasmem a participarem do evento. Contamos com a colaboração de todos também na divulgação do mesmo.

Catalão/agosto/2015

Wolney Honório Filho
Coordenador Geral

Para maiores informaçoes acesse: https://eheco2015.wordpress.com/

Enviado por Sociedade Brasileira de História da Educação em 11/05/2015 10:58:12 (41 leituras)



Convite - Livro «Educação, História e Políticas - Tributo a Rogério Fernandes» Coordenação de Prof. Doutor Fernando Cabral Pinto

 

 

 

 

Com as Melhores Saudações Piagetianas

Sempre ao dispor

Ana-Paula

_____________________________________________________________

Enviado por Sociedade Brasileira de História da Educação em 07/05/2015 07:48:37 (32 leituras)



Prezados colegas, 

Tenho o prazer de informar que, conforme anunciado no Boletim Pensar a Educação em Pauta, nº 79 e 80, o periódico de revisão bibliográfica Pensar a Educação em Revista está no ar.

 
Segue abaixo o site da revista. 
http://www.pensaraeducacaoemrevista.com.br/

Deixamos o convite a todos para visitar a página, aguardamos sua colaboração e pedimos ajuda para divulgá-lo em suas listas. 


Nosso cordial abraço,


Evelyn Orlando - Editora
Alexandra Lima - Editora
Luciano Mendes de Faria Filho - Coordenador do Projeto Pensar a Educação, Pensar o Brasil (1822-2022)

 


Enviado por Sociedade Brasileira de História da Educação em 07/05/2015 06:29:28 (61 leituras)



HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA: Do Período Colonial ao Predomínio das Políticas Educacionais Neoliberais


Autor(a):
Alexandre Shigunov Neto

1ª edição (2015)
Páginas: 296 páginas
Formato: 17x24
ISBN: 9788522498383


A opção do autor pela temática "História da educação brasileira" justifica-se pelo interesse em investigar o tratamento que a questão tem recebido ao longo da história da sociedade nacional. Seu objetivo foi fazer um resgate histórico do movimento educacional brasileiro, tomando como ponto de partida o período colonial e o ensino jesuítico, num estudo que vai até a década de 1990.

Nesse sentido, procedeu-se à análise da educação brasileira, tomando-se como ponto de partida a atuação dos padres jesuítas até as atuais políticas propostas para os cursos superiores, as quais estão vinculadas ao projeto hegemônico neoliberal.

A obra procura desvendar o modo pelo qual as ideologias em cada período da história aqui estudado viabilizam condições favoráveis para a implantação de propostas educacionais. Depois da análise da educação no período colonial, o texto avança para o período republicano, focando que a educação começou a tomar contornos diferenciados e a se constituir num problema de ordem social, com implicações diretas no crescimento e desenvolvimento da economia brasileira. Os tópicos seguintes abordam a transformação do ensino médio brasileiro por meio das reformas educacionais e das Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 4.024/61, 5.692/71 e 9.424/96.

O capítulo final se dedica à análise do Projeto Hegemônico Neoliberal e a Educação Nacional, em que são estudados os fundamentos teóricos do liberalismo, os pressupostos teóricos da ideologia neoliberal, a teoria do capital humano e a questão educacional, as políticas educacionais neoliberais e a qualidade total na educação.

Livro-texto para as disciplinas História da Educação e História da Educação Brasileira dos cursos de Pedagogia e Licenciatura em níveis de graduação e de pós-graduação. Leitura recomendada para pesquisadores e professores de todos os níveis de ensino.

O livro pode ser encontrado diretamente no site da Editora Atlas
http://www.editoraatlas.com.br/atlas/ ... d_des_ean13=9788522498383

E nas principais livrarias do país.